Discurso de Posse da Presidente do SINDEPOL

Discurso da Presidente do SINDEPOL na posse da Diretoria e Conselho Fiscal para o triênio 2017-2019.

Entidades de classe:  Exmo.Sr. André Luiz da Costa Morisson  –  PRESIDENTE DA APCF, Exmo.Sr. Luís Antônio de Araújo Boudens –  PRESIDENTE DA FENAPEF,  Exmo.Sr. João Malaquias Antunes  R. de Vasconcelos – PRESIDENTE DA ANSEF NACIONAL, Exmo. Sr. Joel Zarpellon Mazo – Presidente da IPA;

Excelentíssimos senhores: Sandro Karon – Diretor de Inteligência da Polícia Federal, neste ato representando o Senhor Diretor Geral; Sandro Torres Avelar – Presidente da Fenadepol; Maria do Socorro Nunes Santos Tinoco – vice-presidente do Sindepol; Solange Vaz dos Santos – Presidente da Comissão Eleitoral;

Caros filiados;

Senhoras e senhores,

Já se passaram três anos desde que assumi a presidência do SINDEPOL e parece que foi ontem.

Foram muitas as atividades, e tanto trabalho que não senti o tempo passar.

Recebemos a entidade com um grande déficit de caixa, tendo em vista uma ação impetrada pela FENADEPOL, nossa Federação, que recolhia nossa receita para pagamento de multa processual.

Meu primeiro propósito foi pôr fim a esse litígio através de um acordo extrajudicial que foi firmado com o ex-presidente da Federação, Dr. Goes.

Voltamos a dela fazer parte, com os devidos repasses mensais e, aos poucos conseguimos recompor nossas finanças.

Faço aqui um parênteses para agradecer ao Dr. Vantuil Luís Cordeiro, nosso Diretor Financeiro, que conduz nossas finanças com cuidado e zelo. Também ao Dr. Paulo Licht, nosso Diretor Financeiro Adjunto.

Assim, conseguimos fazer algumas aquisições: Computadores novos, TV de 42 polegadas, impressoras mobiliário e etc.

Estabelecemos importantes parcerias como com a Associação de Comércio Brasil x EUA – AMCHAM, que faculta a participação dos filiados em eventos e comitês de aprimoração pessoal e funcional, mas que tudo isso, nosso maior trabalho foi o de promover uma luta incansável na defesa da categoria dos Delegados de Polícia Federal, tanto no Congresso Nacional quanto no Poder Executivo.

Participei de todas as reuniões no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, para tratar da nossa recomposição salarial, em um trabalho harmônico com a Direção Geral, colocando-nos sempre a disposição do Diretor Geral e dos seus Diretores, bem como com a ADPF. Também foi feita uma aproximação com as demais entidades que representam as demais categorias do órgão, trabalhando em conjunto nas pautas comuns.

Igualmente, conseguimos aliados de peso como os representantes da Federação Nacional da Polícia Rodoviária Federal, Cavalcante, Renato e Cinthia, líderes altamente capacitados e com uma excelente equipe, grata pelo apoio.

Contratamos o Dr. Luís Fernando Ferreira Gallo como nosso advogado, que passou a tratar das ações de interesse do Sindicato bem como na defesa dos filiados.

Nos trabalhos no Congresso Nacional é justo fazer uma referência de elogio à Maria do Socorro N. S. Tinoco, Diretora Parlamentar da Fenadepol, nossa incansável guerreira, que doravante terá o apoio da Drª. Creusa de Castro Camelier, Diretora Parlamentar do SINDEPOL, na nova gestão.

Obrigada Socorro pelo seu empenho e obrigada Creusa por aceitar fazer parte da equipe. Todos já sabemos como é árduo o trabalho no Congresso Nacional.

Temos um longo caminho a percorrer e difíceis tarefas pela frente, como a Reforma da Previdência e a luta pelas nossas prerrogativas, não só dos Delegados, mas da Polícia Federal como um todo.

A situação econômica e política do país vem sofrendo uma grave crise e temos como resposta a violência, acabando por nos atingir como cidadãos e como agentes de segurança publica.

Nessa cruzada pela moralidade, desencadeada pela Lava Jato temos a confiança da população, aumentando a nossa responsabilidade e nosso comprometimento. Sabemos o que a sociedade espera de nós e sabemos que não podemos decepcioná-la. Em contra partida essa expectativa gera no policial angústia e estresse quando vê que existem inúmeras impossibilidades na hora de cumprir sua missão. É nessa hora que as entidades de classe tem o dever de lutar para vencer as dificuldades e ultrapassar obstáculos. É uma luta constante!

Neste momento assumo o compromisso em meu nome e de toda a Diretoria de não medir esforços para continuar a nossa luta em defesa da instituição da classe. Conclamo os colegas que ainda não são filiados a que o façam, pois com a mensalidade baixa que temos e com o número reduzido de filiados o que fazemos para sobreviver é um milagre.

Agradeço por fim aos membros da Diretoria que me acompanharam nesses últimos três anos, sendo que em sua maioria continuarão ao meu lado nos três próximos.

Ivan Rosa Marques, Maria das Graças F. de O.Nascimento, Maria Angélica Ribeiro Resende, Vantuil Luis Cordeiro, Paulo Licht de Oliveira, Rogério Sales, Eudes da Silva Carneiro, Sérgio Fidelis Brasil Fontoura, Telma Cavalcante Lino, Silvia Regia Candido Correia, Maria do Socorro S. Nunes Tinoco, Bolivar Steinmetz, Waschington do Nascimento Melo, Alberto Lasserre Kratzl Filho, Josué Guedes, João Martins, Jomar Barbosa Pinto, Enio Sibidal Camargo Freitas, Maria Izabel Feijó Asmuz, Gilberto de Morais Castro, Rita de Cássia Sanches do Amor Divino.

Agradeço aos novos membros da Diretoria, Drª. Valquiria Sousa Teixeira Andrade – Diretora de Comunicação Social, Dr. Zulmar Pimentel dos Santos – Diretor de Relações Institucionais, Drª. Creusa de Castro Camelier – Diretora Parlamentar, Rodrigo Carneiro Gomes – Diretor Jurídico, Maria da Glória Chagas dos Santos – Suplente de Adjunto e Dr. Lúcio Jaimes Acosta – Suplente de Adjunto.

Agradeço a confiança dos meus filiados, esperando que possa corresponder com a expectativa de todos, obrigada também Sandro Torres Avelar, Presidente da FENADEPOL pelo seu apoio constante.

Agradeço a Natiele e Gláucia.

Obrigada pela honrosa presença de todos, meus votos de um natal muito feliz e abençoado.

Que tenhamos uma noite agradável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − sete =